O atacante de 39 anos posou para uma foto com um menino durante a vitória por 3 a 0 sobre a Turquia no Grupo F, no sábado, em Dortmund, mas ficou exasperado quando pelo menos mais cinco torcedores tentaram fazer o mesmo.

“A segurança no estádio, no relvado e nas instalações das equipas são a prioridade máxima da UEFA”, disse o órgão dirigente do futebol europeu à AFP no domingo.

“Para este fim, serão implementadas medidas de segurança adicionais nos estádios para cumprir ainda mais os requisitos do torneio e para prevenir tais incidentes”.

Um segurança colidiu com o atacante Gonçalo Ramos, do Paris Saint-Germain, ao tentar impedir que um invasor do campo chegasse a Ronaldo.

O seleccionador de Portugal, Roberto Martinez, disse que foi uma sorte os adeptos que entraram em campo estarem apenas a tentar tirar fotografias.

“É uma preocupação porque hoje tivemos sorte porque as intenções dos torcedores eram boas”, disse Martinez.

“É um momento muito difícil se essas intenções estiverem erradas… provavelmente deveríamos deixar uma mensagem aos fãs de que não é o caminho certo.”

A Uefa disse que qualquer espectador que entrar no campo de jogo será expulso do estádio, será banido dos próximos jogos e enfrentará “a apresentação de uma queixa criminal formal por invasão”.

Portugal qualificou-se para os oitavos-de-final com a vitória confortável sobre a Turquia como vencedor do Grupo F.